• Rafael Assumpção

10 Dicas Imperdíveis para Organizar seu Chá de Bebê



A gravidez é uma das maiores conquistas na sua vida, e cada dia é especial.

Por isso é importante criar eventos ao longo da gravidez que permitam registrar esse momento da sua vida.

O Chá de Bebê é um dos principais eventos a serem comemorados e registrados, e hoje eu venho trazer 10 dicas imperdíveis para você ter a melhor experiência de todas.

Venha conferir!



1- Como escolher a data?


Não faça tudo em cima da hora! O ideal é começar a organizar tudo cerca de 2 meses antes da data que você pretende marcar seu Chá de Bebê.

Outra coisa importante é definir o melhor período da gravidez para fazer o chá.

Muitas pessoas escolhem uma data em torno de 30 semanas de gestação, mas eu aconselharia que o chá fosse feito por volta de 32 semanas. Sabe por quê?

Porque muitas mamães acabam prejudicando o seu ensaio de gestante por conta de conflitos de agenda, já que o melhor período para fazer as fotos é justamente entre 28 e 32 semanas de gravidez.

Quase metade das gestantes começam a pesquisar sobre o ensaio depois de terem organizado o chá de bebê, e muitas vezes, as datas que ainda restam disponíveis na agenda do estúdio são justamente no fim de semana do chá, e no final das contas, quase sempre os ensaios são marcados mais pra frente na gravidez, com 33 ou 34 semanas, e aí os resultados já não costumam ser tão bons (pelos efeitos colaterais da gravidez, como inchaços, cansaço, dores nas costas, etc).

Por isso, um grande conselho é pesquisar e definir seu ensaio com ainda mais antecedência do que o chá de bebê, porque é algo que depende da agenda de outras pessoas, enquanto para o chá você tem muito mais liberdade para escolha.




2- Monte um time


Você já tem muita coisa com o que se preocupar, então, não se sobrecarregue ainda mais.

Chame as titias, as vovós e as candidatas à madrinha pra te ajudar!

Aproveite as habilidades especiais de cada uma: quem cozinha bem, quem sabe fazer docinhos, quem tem veia artística para a decoração, etc.




3- Convidados: avaliando o custo/benefício


Esse artigo está sendo escrito ainda na época da pandemia do covid-19, mas não vou ficar falando de aglomeração, porque desejo que muito em breve nossas festividades possam voltar ao normal.

No entanto, lotar a casa de convidados nem sempre é a melhor opção.

Você é a melhor pessoa para avaliar quem são e quantos são os melhores convidados para o seu chá.

Lembre-se que, apesar de um número maior de pessoas significar mais presentes e fraldas, também significa maior investimento em comida, bebida, acomodações, etc.

Concentre-se em ter contigo as pessoas que mais são importantes pra você nesse momento, e tente fazer a menor lista de convidados possível.




4- O local


Depois de ter definido a data e a lista de convidados, agora é possível planejar o local.

Dê preferência por um local sem custos de locação, como sua própria casa ou de algum parente. Se mesmo assim as opções não forem boas para acomodar todo mundo, pense talvez no salão de festas do seu prédio. Mas, sempre que possível, evite gastar com salões de festa.





5- Tema e decoração


Essa é a parte mais divertida de todo o planejamento, é quando damos vida ao chá de bebê.

Comece escolhendo um tema. Ok, o tema é o bebê, mas existem infinitas formas de expressar isso. Os enfeites terão ursinhos, coraçõezinhos, bailarinas? Agora é a hora de caprichar!

Mesa e bolo: dê prioridade a esses elementos da festa, pois eles vão formar a “cara” do chá. É da mesa e do bolo que as pessoas mais lembram e comentam. Dica principal: mesa bonita não tem espaço vazio! Preencha tudo com docinhos, enfeites, bandejas, etc. Mas tome cuidado com a composição. Equilibre os elementos, colocando muitas coisinhas pequenas e poucas coisas mais volumosas, e sempre deixe o bolo em destaque. Não adicione à mesa algo que possa competir pela atenção com o bolo.





6- Comida, bebida e docinhos


Mantenha tudo o mais simples possível. Não precisa de 15 tipos de salgados e canapés, não precisa ter “menu gourmet” cheio de luxos, não precisa ser um jantar com lagostas e vinhos premiados.

Não é uma feira gastronômica, nem um coquetel. É uma reunião de pessoas queridas que estão ali pra celebrar seu momento de vida.

A dica é fazer algo simples, baseado no que você conhece das preferências dos convidados, mas sempre que possível, tendo o cuidado de manter algumas opções mais específicas, como pratos vegetarianos e comida com pouco tempero para crianças.

Dica especial: se marcar o chá de bebê durante a tarde, você consegue economizar ainda mais, porque será um horário entre refeições, então as pessoas já não esperam que a comida seja algo muito prioritário. Dessa forma, salgados, tortas e lanchinhos se encaixam perfeitamente.

Para as bebidas, dê preferência para água, sucos e refrigerantes, que vão sair mais em conta do que bebidas alcoólicas.

Dica extra: tudo self-service! Garçons e serviços de buffet aumentam muito os custos do evento, por isso o ideal é montar uma mesa com todos os quitutes e deixar que os convidados se sirvam. Para fazer “render” a comida, você pode ir “liberando” as coisas aos poucos, pra ir variando o que tem na mesa e deixando todo mundo curioso pela próxima opção.




7- Lembrancinhas


Faça com que as lembrancinhas do chá sejam bem marcantes e, se possível, úteis para quem vai ganhá-las.

Ímãs com a ultrassonografia 3D do bebê fazem você se derreter, mas é pouco provável que todos os convidados vão colocá-los nas suas geladeiras.

Canecas são muito mais populares, mas tem um custo relativamente alto.

Procure algo que esteja no meio do caminho, como talvez um calendário de mesa personalizado, ou um bloquinho de anotações com caneta, também personalizados.

Dessa forma, essas lembranças também farão parte da vida das pessoas que estiveram no chá de bebê.


8- Brincadeiras e diversão!


Toda festa tem que ser animada, então jogos e brincadeiras são essenciais!

Se possível, separe atividades tanto para as crianças quanto para os adultos. É muito importante que as crianças possam se entreter, para que seus pais possam ficar livres para participar também.

Vale tudo: pedir que os convidados tragam fotos de quando eram bebês para que todos tentem adivinhar quem é quem, corrida com ovos, jogo de perguntas e respostas, desenhar na barriga da gestante, etc. É fácil achar ideias de brincadeiras e jogos para chás de bebês.




9- Lista de presentes


Agora chegou a hora de ter o retorno do investimento rs.

A gente fica perdido com tantas opções de itens e produtos, que é difícil montar uma lista com as coisas mais importantes.

Algumas pessoas optam por pedir “kits” com pacote de fraldas, lenços umedecidos e pomada para assadura. Isso facilita muito a organização, facilita para os convidados e, vamos combinar, são as coisas que você mais vai precisar nos próximos 2 anos.

Mas, se você quiser fazer uma lista mais completa e variada, aqui vão algumas sugestões muito importantes:

  • Termômetro.

  • Mamadeira.

  • Babador.

  • Manta e cueiro.

  • Cabides.

  • Carrinho de bebê.

  • Brinquedos e mordedores.

  • Cadeira que treme.

  • Trocador.

  • Travesseiro para amamentação.

  • Mala para maternidade.

  • Roupa para saída da maternidade.





10- Fotografe tudo!


Todo evento especial merece lindas lembranças.

Não adianta caprichar na decoração, na comida, no bolo, nas roupas e enfeites, pra no final pedir pro cunhado fotografar tudo com o celular.

Com todas as dicas que você viu aqui, já dá pra economizar o suficiente para contratar um fotógrafo para garantir que essas lembranças vão te emocionar, e não te chatear.

Infelizmente, o Sky Light Studio não faz mais fotografia de eventos externos, apenas ensaios no estúdio, mas existem outros profissionais muito competentes que vão garantir belas imagens, e por valores muito bons também. Tem que pesquisar bastante, e, principalmente, saber avaliar o trabalho para garantir contratar alguém que fará um bom serviço. Não deixe que o preço seja o principal fator na sua avaliação.



Espero que essas dicas te ajudem a criar um evento lindo e emocionante, que vai ficar pra sempre gravado na sua história.


Nos vemos no próximo artigo.

Até mais!